Luís Nunes

Fausta Cardoso Pereira

, 1977

Nasceu em 1977, em Lisboa. Estudou Publicidade, Marketing, Comunicação Social e Sustentabilidade. Trabalhou como criativa copywriter, fez produção de cinema de animação e gestão de projectos na área da responsabilidade[...]

© Luís Nunes

COMENT&Aactute;RIOS

  1. #37878 por Artur Motta em 7 de Maio de 2014

    Acabo de ler o agradável relato da peregrina Fausta. Muitas das situações por ela descritas também vivenciei no Caminho Português e no Caminho do Sol, em São Paulo, Brasil (www.caminhodosol.org).
    Aliás, no Caminho do Sol temos mini bibliotecas nos 11 albergues que servem ao caminho, com os mesmos livros em cada albergue, para possibilitar que os peregrinos possam ler as obras sem ter que transportá-las em suas mochilas.
    Gostaria de obter 11 exemplares do “Bom Caminho” para enriquecer nossas mini bibliotecas.
    Agradeço à Fausta pelo sensível relato.
    Abraços,
    Artur

  2. #64767 por António Ladeiro em 26 de Abril de 2015

    fiquei fascinado pelo relato que li sobre Pailobo na revista Ler. Sou da Miuzela e quem como eu conheceu essa figura romântica do doutor Seabra montado na sua burrita de sombreiro aberto mesmo em dias de sol encoberto, sombreiro aberto devido ao medo de escurecer a pele e depois poder não agradar a uma solteirona sua eleita! De preferência se fosse professora! Falar no Ti Zé Rita e para cumulo na estória do cemitério que eu desconhecia, é sem dúvida uma bela forma de se escrever. Uma delícia.

COMENTAR

 

ENVIAR a um AMIGO!

Recomendar o(a) autor(a) "Fausta Cardoso Pereira"

Preencha correctamente todos os campos do formulário abaixo.

Obrigado pela sua recomendação!

A sua mensagem foi enviada com sucesso.