Prémio Planeta 2009

Contra o Vento

Ángeles Caso

O romance vencedor do Prémio Planeta 2009, o mais importante galardão literário atribuído em Espanha, narra os infortúnios das mulheres que se recusam a viver a vida que lhe estava predestinada e que, contra o vento do destino, seguem lutando a cada dia que passa. Ángeles Caso, autora de...
COMPRAR 17,77€ P.V.P:
CARACTERISTICAS GERAIS:
  • n° PAGS:228
  • ISBN:9789896570729
  • DIMENSÃO:15,5x23,5
EXCERTO do 1? CAPÍTULO:

Sempre invejei todos aqueles que sentem que detêm o controlo das suas vidas. Todos aqueles que podem afirmar, cheios de satisfação, que eles mesmos foram construindo a sua existência, passo a passo, colocando os acertos junto dos erros, cimentando-os muito unidos, as boas experiências ao lado das más, a felicidade acima da dor, como se erigissem uma sólida fortaleza além no alto das rochas, inexpugnável e firme. Uma existência dominada pelos próprios desígnios e uma vontade férrea, correndo pelas veias como sangue.

E, no interior das entranhas, a integridade.

Por outro lado, para mim a vida é algo exterior. Algo semelhante a uma neblina que flui ao meu redor, marcando o seu próprio ritmo, obrigando-me a comportar-me de uma determinada maneira, sem que eu mal possa tomar qualquer decisão. Não dou passos conscientes, regidos pela razão e um luminoso objectivo à distância, piscando no futuro como um farol para onde devo dirigir-me. Não sigo nenhum caminho, nenhum vale, nem sequer uma senda escarpada e dura, através de penhascos afiados como punhais. Simplesmente flutuo aí dentro, e agito os braços o mais que posso para não me afogar. Não existe mais nada. Sim, às vezes, por um momento, há um céu azul, e árvores verdes, e deliciosas borboletas coloridas que brincam por entre as flores. E à noite, uma imensidão de estrelas que se desvendam diante dos meus olhos, como milhões de oferendas de benevolência. Contudo, sei que a miragem durará apenas um instante. Respiro fundo. Respiro. Respiro. E essa bruma fria e perfeita envolve-me de novo a seu bel-prazer.

Sempre fui uma cobarde. Medrosa, assustada, cobarde. Sempre. Desde pequena. Creio que a culpa é do meu pai. Foi um homem muito cruel, um desses seres que passam pela vida deixando a marca do pavor gravada a ferro e fogo na pele dos outros. Não é que nos batesse: não precisava de fazê-lo. Era suficiente a sua presença, de onde emanava uma tensão repulsiva e gelada. Era suficiente a sua voz, estridente e que fere, e também que nos olhasse com aqueles olhos pequenos e escuros, dois diminutos olhinhos de réptil que pareciam açoitar-nos, causando-nos uma dor muito pior do que a de uma chicotada. Quando ele chegava a casa, todos os dias às sete e vinte e cinco em ponto, o nosso mundo humano, povoado de coisas vulgares, parava, como se um feitiço nos transformasse em pedra. Era a hora do medo. Assim que ouvia o ruído do seu carro estacionando em frente do gradeamento do jardim, a minha mãe desligava de imediato o rádio que a havia acompanhado durante a tarde. O seu corpo encolhia-se, tornava-se minúsculo e frágil. Os jogos dos meus irmãos ficavam em suspenso. Os deveres do colégio eram para nós imediatamente incompreensíveis, as letras e os números começavam a voar diante dos nossos olhos sem que pudéssemos alcançá-los. A casa em si entrava num processo de silêncio compulsivo. As coisas emudeciam, ficavam paradas, como se não existisse mais nada além da presença omnipotente daquele homem, caindo com todo o seu peso sobre nós e as nossas coisas.

Description image
SOBRE o AUTOR:

Ángeles Caso

Ángeles Caso nasceu em Gijón, em 1959. É licenciada em História de Arte. Trabalhou em várias instituições culturais e meios de comunicação. É autora de alguns dos romances mais lidos em Espanha, e considerada:... VISITAR PAGINA SOBRE O(a) AUTOR(a)

SE GOSTOU DESTE LIVRO, NÃO PODE DEIXAR DE LER:

COMENT&Aactute;RIOS

  1. #47 por vitor em 26 de Agosto de 2010

    achei o livro espectacular. depois de começar não consegui deixar de ler. é uma historia que tem muitas partes tocantes, contada de uma forma cativante e muito realista.

COMENTAR

 

ENVIAR a um AMIGO!

Recomendar o livro "Contra o Vento"

Preencha correctamente todos os campos do formulário abaixo.

Obrigado pela sua recomendação!

A sua mensagem foi enviada com sucesso.